Comércio Seguro Cabeceiras - Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto

Procurar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Media Center > Arquivo de noticias > 2012

 N O T Í C I A S

Sessão de sensibilização
Comércio Seguro

A Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto, em pareceria com a GNR – Guarda Nacional Republicana, organizou uma sessão de sensibilização sobre normas de segurança, no passado dia 17 de dezembro, nas instalações da Associação Empresarial em Cabeceiras de Basto. Esta iniciativa, que contou com cerca de meia centena de associados, integra o programa Comércio Seguro da Administração Interna e visa conhecer a situação dos comerciantes, sensibilizá-los para os diferentes tipos de criminalidade e garantir condições para que se sintam protegidos.

A abertura da sessão ficou a cargo de José Hernâni Costa, presidente da Associação, que reforçou o imperativo da instituição no que diz respeito à prestação dos apoios necessários à comunidade empresarial e à defesa dos seus interesses, sublinhando que a segurança é uma preocupação comum a todos os associados, daí a importância da realização de ações desta natureza.
Seguiu-se a intervenção do Sargento-Ajudante Costa, Comandante de Posto da GNR de Cabeceiras de Basto, que começou por referir que a cooperação entre as autoridades e os civis em geral é fundamental no combate à criminalidade. "Pequenos pormenores que à partida parecerem insignificantes, podem fornecer informações importantes para a investigação", afirmou o Sargento-Ajudante da GNR. Durante a sessão, os elementos da Secção de Programas Especiais do Destacamento Territorial de Guimarães da GNR foram apresentados alguns conselhos de segurança aos comerciantes, entre os quais a necessidade de disporem de boa iluminação, espaço e visibilidade, visto que os criminosos preferem locais escuros com montras recheadas. O guarda Paulo Magalhães, a guarda Cláudia Magalhães e a guarda Carla Fernandes alertaram os presentes para vários aspetos, como por exemplo deixar pouco dinheiro na caixa como garantia de maior segurança, devendo a mesma permanecer aberta e sem dinheiro após o encerramento do estabelecimento. O policiamento de proximidade através de patrulhas apeadas, os procedimentos recomendáveis durante um assalto e a falsificação de notas foram mais alguns dos temas abordados.

No final da sessão de sensibilização, foi estabelecido um diálogo direto entre os elementos da GNR e os presentes, o que permitiu a auscultação das inquietações dos empresários e a divulgação dos serviços prestados pela força de segurança pública.

 
 
 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal