Moniz Rebelo - Associação Empresarial de Fafe, Cabeceiras de Basto e Celorico de Basto

Procurar
Ir para o conteúdo

Menu principal:

Associados > Discurso direto

A S S O C I A D O   E M   D I S C U R S O   D I R E T O

 



"A Associação Empresarial tem sido,
desde sempre, um excelente parceiro
apresentando soluções para os
problemas que vamos enfrentando."

José Maria Moniz Rebelo, associado

Nome: José Maria Moniz Rebelo
Idade: 82 anos
Empresa: J.M. Moniz Rebelo, Lda.
Áreas de negócio: automóvel, combustível e gás
Com mais de 60 anos de experiência
Programas em que participou: QI PME e Dinamizar.



 

Como analisa o momento que vivemos atualmente?
A análise que faço baseia-se nos dados que nos são fornecidos mensalmente pela ACAP (Associação e Clube Automóvel de Portugal). Segundo esta associação, em 2012 registaram-se os piores números de vendas para o setor automóvel dos últimos 24 anos, tendo, por exemplo, no mês de Julho do mesmo ano sido vendidos 10 805 automóveis em todo o país, menos 37% que no mesmo mês de 2011. O setor industrial está a passar por uma das piores fases de sempre e o sistema político não conseguiu fazer as reformas sociais e económicas necessárias para inverter esta tendência negativa.

Que medidas tomou para enfrentar este momento menos bom que a economia atravessa?
A adesão recente à rede de ‘franchising’ Euromaster foi uma das nossas apostas, pois procurámos unir forças com uma empresa especialista em pneus, fazendo parte de uma rede em crescimento que supõe muitas vantagens: contar com o apoio de uma rede europeia líder em aproveitar promoções e descontos únicos e aumentar a carteira de clientes.

Quais são as principais diferenças que encontra entre o início da atividade da empresa (1954) e atualmente?
Tudo é diferente… Fomos pioneiros no ramos automóvel em Fafe, nesta fase não havia mão a medir, pois a procura era muito superior à oferta e o cliente fazia “fila” na espera do seu automóvel. A lei da oferta e procura já há alguns anos que se inverteu, logo o mercado tornou-se mais competitivo, mais agressivo, com margens reduzidas e com novas ferramentas de vendas e marketing.

De que forma avalia o apoio prestado pela Associação Empresarial ao longo destes anos?
A Associação Empresarial tem sido desde sempre um exce-lente parceiro para esta empresa, apresentando soluções para os problemas que vamos enfrentando. De todos os projetos em que já participamos conjuntamente, posso destacar o Projeto URBCOM, o Projeto Dinamizar e a Iniciativa Formação para Empresários. Com o apoio do Projeto URBCOM, em finais do ano de 2001, efetuamos obras de remodelação no edifício da Rua 5 de Outubro e adquirimos alguns equipamentos informáticos e equipa-mento básico para a nossa atividade.
Com o projeto Dinamizar durante o ano de 2009, tivemos o apoio de um grupo de consultores que efetuaram um diagnóstico a todas as áreas da empresa e foram implemen-tadas medidas de apoio ao desenvolvimento sustentado que esta empresa tem demonstrado ao longo dos anos; com este projeto, foi proporcionado aos colaboradores da empresa formação em diversas áreas. Além destas ações de formação dirigidas aos colaboradores, os meus filhos e sócios desta empresa, frequentaram cursos dirigidos a empresários, os quais se mostraram bastante interessantes e com aplica-bilidade prática à realidade das pequenas empresas, como é a nossa.  

Que conselho transmitiria a quem está a iniciar hoje o seu próprio negócio?
Coragem em primeiro lugar, perseverança, e uma boa estratégia e implementação do negócio, avaliando bem seus riscos e benefícios.



 
 
Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal